sábado, 30 de novembro de 2013

Roma antiga

Centro Educacional São José
Roma
Antiga
• Amanda Silva
• Karoline Paiva
• Marcelle Araújo
• Roseane Lima
• Sanara Abade
• Renan Pinto



Santa Bárbara – Ba, 26/11/2013
Identificação
Colégio: Centro Educacional São José
Serie: 1º ano
Turma: “ B” Turno: Matutino
Roma
Antiga
Trabalho solicitado pelo professor Hugo da disciplina de História como avaliação final da IV unidade.

Santa Bárbara – Ba, 26/11/2013
Introdução
Os primeiros tempos de Roma, aonde se tornou um centro de um dos maiores impérios da antiguidade. Em 46 a.c., Julio Cesar assumiu o poder de Roma, assim concedido o titulo de ditador Vitalício. Logo que Vitalício foi assassinado surgiu uma nova mudança política, aonde Roma se transformaria em um império.
Na época do império romano ouve construções que se destacaram como o Coliseu (palco de lutas de gladiadores), os Circo Maximo (onde se realizavam corridas)

Os primeiros séculos de Roma

• Sobre as setes colinas
Antes de 2000 a.c., a península Itálica era ocupada por povos autóctones. Os italianos povos indo-europeus vindos da Ásia Central. Eles se dividiam em sete tribos sabinos, úmbrios, équos, oscas, volscos, semnitas e latinos.
Por essa época os latinos fundaram uma aldeia no monte palatino, uma das sete colinas da região do Lácio.
Troia e a fundação de Roma
As evidencias históricas indicaram que Roma surgiu da unificação de aldeias latinas pela ação dos estruscos no século VII a.c.
Após a guerra de Troia, Enéas teriam se refugiado do Lácio. Logo depois, a filha de Numitor, Rea deu a luz os gêmeos Rômulo e Remo.
Temendo perde o poder quando criança se tornassem adultos, Amulio ordenou que elas fossem lançadas ao Rio Tribe. Elas porem, Não morreram. Os meninos foram recolhidos por um casal de pastores. Na adolescência, eles assassinaram Amúlio e devolveram o trono ao avô.
Fenícios e Plebeus
Com a unificação das diversas vilas, Roma deixou de ser um povoado de pastores, agricultores e comerciantes e se transformou em uma cidade fortificada , com solidas relações comercias com outras regiões .
Vários aspectos da religião etruscas foram também incorporados a sociedade romana em formação .Houve também um gradual adaptação aos analfabetos etruscos e grego originando o alfabeto latino
• A Monarquia Romana
Após ter sido unificada, Roma passou a ser governada por um rei pertencente ao grupo dos patrícios .
O rei governava a cidade , comandava o exercito , exercia funções de juiz e conduzia as cerimônias religiosas .Havia também a COMITIA CURIATA, assembleia formada por representantes de todas as famílias livres de Roma.A comitia curiata aprovava ou rejeitava a indicação .Um desses reis, foi responsável por criação de um calendário lunar de 365 dias .
A republica criada pelos romanos apoiava-se em uma complexa estrutura política administrativo formada por três grandes áreas a magistratura , o senado e as assembleias .Os magistrados exerciam o poder executivo.O senado concentrava a maior parte do poder do estado .
Assembleias :As mais importantes eram a tribal , que elegia os cônsules e decidia sobre a guerra e a paz .
As revoltas da plebe
Para as pessoas de posse , a expansão territorial romana significou mas riqueza e privilégios .
Para os mas pobres contribui para aumentar as desigualdades entre patrícios e plebeus .Insatisfeitos, os plebeus se recusaram a participar das campanhas militares e passaram a exigir em assembleias diversas alterações na política e na sociedade romana.
A lição dos gregos
Com a expansão territorial os romanos entraram em contato com a cultura dos povos dominados. Desses povos, o que mais profundamente imprimiu sua marca na cultura romana foi sem duvida o povo grego. Pouco a pouco valores culturais, literários , filosóficos e científicos da civilização grega passaram a fazer parte do cotidiano de Roma .
• Roma contra Cartago
A crescente expansão de Roma começou a preocupa a elite de Cartago . Em 264 a.C.,A rivalidade entre as duas potencias eclodiu em um longo conflito conhecido como guerras púnicas .
Derrotados na primeira guerra púnica , os cartagineses foram obrigados a ceder a Roma o controle da Silicia , ao sul da península itálica .Diante a perda da hegemonia no mediterrâneo;os cartagineses deram inicio a segunda guerra púnica ;com 40 mil soldados , milhares de cavalos e 37 elefantes .Depois de alguns anos os romanos conseguiram expulsar o inimigo das penínsulas itálicas e ibéricas .
Terminada a guerra o governo de Roma submeteu a seu controle quase toda península ibérica , conquistou a macedônia , a síria e partes da Ásia menor e a própria Grécia na península balcânica . Temendo nova ascensão de Cartago , o senador romano autorizou o envio de tropas ao norte da áfrica dando inicio a terceira guerra Púnica.Cartago passo dois anos situada ate que , foi completamente dominada e transformada em províncias romanas .
A Republica em crise

• Um período conturbado
Em meados do século II a.c as conquistas territoriais transformaram Roma em uma cidade rica e cosmopolita , onde circularam produtos vindos de diversas regiões .
Com a expansão das atividades comercias , algumas famílias plebeias enriqueceram e construíram um novo grupo social a nobreza , que passou a exercer grande influencia sobre a sociedade .Para conquista os votos das camadas mais baixas da população , os nobres (Integrantes da nobreza ) distribuíam esmolas e organizavam festas e espetáculos pobres .Essa política conhecida mas tarde como tal contribui para que a nobreza acumulasse poder e passasse a controlar o senado .
Acentua-se desigualdade social
Enquanto nobres e cavaleiros concentravam a riqueza ao nível de renda do restante da população caia de forma constante .Trabalhadores urbanos que haviam perdido seus empregos para uma Mao de obra mas barata composta como as de falta de moradia , desemprego, saneamento básico , alimentação e limpeza publica .
Essa desigualdade entre ricos e pobres gerou enorme descontentamento entre as camadas populares , provocando conflitos sociais que começaram a abalar a republica
A luta da reforma agrária
Tibério Graco lutava por reforma agrária que pusesse fim ao êxodo rural e estabelecesse limites a propriedades da terra.
As propostas de Tibério foram retomadas anos depois por seu irmão Caio Graco eleito tribuno da plebe em 124 a.c. Buscando mina o poder do ricos Caio Graco propôs que as principais decisões da republicas fossem transferidas do senado para uma assembleia popular.
A morte de Caio Graco agravou a diferenças entre as facções popular e aristocrática.


as de carro puxados com dois cavalos) e o aqueduto (que canalizava a água). Foi no século IV que Roma obteve uma população de 1 milhão de habitantes.
A hora dos generais
Procurando desviar a atenção da crise que se abatia sobre a Republica, a partir do final do séculos II a.C. O senado romano passou a estimular campanhas militares no exterior. Graças as vitorias obtidas, cresceu o prestigio dos militares.
Em 82 a.c.,o general Lucio Cornélio Sila, Homem do Senado, assumiu o governo foi nomeado pelos senadores ditador perpetuo. Após tomar posse, Sila deu inicio a uma onda de terror e perseguições políticas. Em 70 a.c. renunciou o cargo.
Em 70 a.c.Crassoe Pompeu se elegeram cônsules.Mais tarde, Julio Cesar também conquistou o cargo. Com a morte de Crasso em 53 a.c., os senadores tentaram isolar Cesar, apoiando apenas Pompeu. Cesar derrotou Pompeu e o perseguiu ate o Egito, onde Pompeu foi morto pelos homens de faraó. Pouco tempo depois, o próprio faraó morreu, deixando no trono sua Irma e esposa,Cleópatra que logo se tornaria a mulher de Cesar.
Cesar: um novo rei ?
Cesar retornou a Roma, onde foi recebido triunfalmente. Cesar seu inicio a uma nova fase política romana: a da personificação do poder. Durante seu governo, distribui terras a cerca de 80 mil pessoas.
Para seus inimigos, as atitudes de Cesar apenas comprovaram a tese de que ele pretendia acabar com a republica e se plocamar rei. Assim em15 de março de 44 a.c., durante uma sessão do senado, um grupo de sessenta senadores cercou Julio Cesar e o assassinou a punhaladas.








O Império Romano
Primeiros Tempos do Império
No começo da era crista , os domínios do império romano abrangiam grande parte da Europa , o norte da áfrica e as terras asiáticas próximas ao mediterrâneo . no comando desse imenso território encontrava-se Otavio, que havia assumido todo o poder em 27 a,c,.
Consciente da força da republica no imaginário dos romanos , Otavio manteve o senado e a figura dos cônsules , dois fortes símbolos republicanos .Em 27 a.c.,o senado lhe concedeu os títulos de Augusto .Otavio passou a ser chamado simplesmente de Augusto. Ao mesmo tempo, o exercito o aclamava como Imperador (Imperador ).

Os Sucessores de Augusto
Com a morte de Augusto em 14 d.c., assumiu o poder seu genro, Tibério (14-37).Calígula (37-41)sucessor de Tibério , por exemplo, condenou a morte inúmeras pessoas ;confiscou bens e concedeu honrarias a seu cavalo Incitatus .Assassinado em 41,foi sucedido pelo seu tio Claudio (41-54),que morreu envenenado pela sua mulher para que Nero ,filho dela gerado em um casamento anterior, assumisse o poder .
Com Nero (54-68),a dinastia de Claudia,chegou ao fim .assassino da própria mãe ,Nero repremiu os cristãos .
Os Romanos se divertem
Sob o governo de Augusto viviam em Roma cerca de um milhão de pessoas.Como muitos não tinham trabalho o imperador procurava manter essa população ocupada por meios de festas e espetáculos .
As lutas de gladiadores, iniciadas durante a republica , tornaram-se um evento extremamente popular. Diversos anfiteatros, como coliseu em Roma , foram construídos em todo império.
Outra grande diversão eram os circos nos quais se realizavam corridas a pe ,a cavalo e de carros . Os romanos também podiam se diverte com o teatros , com jogos de azar e com os triunfos .

Tempos De Esplendor
Com a Nero , sobreveio um ano de guerra civis , após o qual assumiu Vespasiano general da família dos Flávios.Teve inicio então o período de maior esplendor do império romano , que se estendeu pelas dinastias dos Flávios ( 69-96) e dos Antoninos (96-192).Alem disso , novas cidades surgiram e o modo de vida romano passou a ser adotado nas mais distantes províncias .
Nesse período as condições de vida nas províncias melhoraram sensivelmente .Na verdade , o império em sua fase de esplendor enfrentaria problemas de outra natureza , como epidemias , incêndios e ate a destruição das cidades .
Anúncios de Crise
No final do século II, o império começou a sofrer as primeiras invasões de povos vindos inicialmente do interior da Europa e posteriormente da Ásia. A partir da dinastia Severa (193-235) os sinais de crises tornaram-se cada vez mais frequentes.
• A divisão do império
Preocupado em torna o império mais governável, o imperador Diocleciano (284-305), resolveu dividi-la em duas partes uma Oriental, sob seus cuidados, a outra, Ocidental, entregue ao general Maximiliano.
Mais tarde, Diocleciano dividiu o poder do império entre quatro governantes a chamada tetrarquia. O império contínuo dividido em dois territórios governados em dois impérios com titulo de Augusto.
Essa fragmentação enfraqueceu particularmente o Senado. O Senado continuo a funcionar em Roma, mas esta deixou de ser a sede do império, que passou a contar com quatro capitais : Treves, Milão, Sernio e Nicomédia.


Conclusão
Portanto, Roma foi um dos impérios mais importante da antiguidade.teve grande importância cultural,literária,filosófica e cientifica.Roma antiga foi marcada por grande conflitos que na maioria das vezes tinha como objetivo alcançar o poder .Esses conflitos decisivos para consolidação do poderio romano.
Com a divisão do Império Romano ouve a fragmentação, enfraquecendo o senado. Mesmo assim o senado continuou a funcionar em Roma,porém, deixou de ser a sede do Império.


Bibliografia

• Historias em movimentos. – Dos primeiros humanos ao Estado Moderno. Gislane e Reinaldo, editora atica, 2012.
• Biblioteca Integrada, PAE editora